News
Pela Índia, Energia Solar Neste momento Tem O Mesmo Preço Que O Carvão - hansson Pela Índia, Energia Solar Neste momento Tem O Mesmo Preço Que O Carvão

hansson — Pela Índia, Energia Solar Neste momento Tem O Mesmo Preço Que O Carvão


O Brasil Perdeu 2 Bondes Da Economia Mundial


São Paulo - Poupar pra evitar surpresas na conta de luz agora tornou-se um costume dos brasileiros. Todavia, mesmo com as tarifas de consumo de energia pesando no bolso, nem tudo está perdido: isso porque surgem startups que trazem soluções melhores (e mais baratas) pra formação de eletricidade.


A curitibana Renova Green é uma delas. “De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), até o ano 2024 teremos mais 1,dois milhão de sistemas fotovoltaicos instalados em telhados em todo a nação. Temos certeza que os brasileiros vão abraçar essa circunstância assim que conhecerem o nosso sistema. Além de disponibilizarmos uma fonte de energia com pequeno impacto ambiental, oferecemos o melhor gasto-proveito para o consumidor”, afirma o co-fundador Reinaldo Cardoso.


visite a próxima no documento ="font-style: oblique;">Cardoso trabalhou como engenheiro de projetos no ramo de petróleo, passando anos embarcado em uma plataforma petrolífera. Um MBA Seis Sugestões Para Tua Empresa Economizar água gerenciamento de projetos e sustentabilidade, porém, acendeu seu interesse para fontes de energia renováveis. O consequência de tua procura de negócio chamou a atenção da aceleradora ISAE Business, do Instituto Superior de Administração e Economia (ISAE). Após 3 meses de aceleração e de testes com os primeiros freguêses, a Renova Green prontamente pesquisa investimento e vê um grande potencial de expansão pelo Brasil.


No entanto, não foi fácil vir ao paradigma de aluguel de painéis: como todo negócio que envolve inovação, foi preciso que a Renova Green fizesse ajustes no decorrer do tempo. O negócio começou https://build2sustain.com/dicas-para-usar-a-energia-solar-para-aquecer-a-sua-casa-ou-escritorio/ , trabalhando com inúmeras soluções de eficiência energética, como reaproveitamento de água. “Nascemos com a proposta de popularizar novas tecnologias e oferecer projetos de sustentabilidade mais acessíveis aos nossos compradores. Queríamos carregar a eles o que antes só havia para indústrias e para freguêses de grande poder aquisitivo”, explica Cardoso. A Renova Green começou atuando em menores comércios e condomínios. “Porém, vimos que nosso alcance era limitado.


A partir dessa dificuldade, o empreendedor começou a pesquisar mais sobre isto energia solar: viu o tamanho do mercado e quais eram as maneiras de construir projetos de pequeno custo pela área. Com isto, a Renova Green construiu um mini-kit de energia solar, para ser comercializado em redes varejistas - o negócio lucraria tanto com a revenda quanto com a instalação do instrumento.


Porém, essa proposta também não era a ideal. “Entramos em contato com lojas físicas e online, contudo a energia solar ainda está distante da realidade dos varejistas. As pessoas viam ainda como um investimento de alongado tempo - o objeto custa 2.990 reais e o regresso esperado varia entre 8 e dez anos”, explica Cardoso. A startup assim buscou soluções parecidos em outros mercados pra se inspirar. https://www.vocabulary.com/dictionary/dicas+de+energia+solar , a venda do sistema era o padrão mais usado: lá, a mentalidade de consumo a longo prazo é mais comum do que no Brasil, anuncia o empreendedor.




Já no mercado americano, a Renova Green encontrou um paradigma diferenciado, que acabou usando como inspiração: a startup SolarCity. fonte do material aqui publicado , o negócio dá o material e o usuário paga segundo a energia gerada no sistema. Foi aí que a organização de Cardoso começou a obter musculatura. Com a nova proposta, a startup passou na aceleração da ISAE.


“Esse programa de três meses nos ajudou muito a fazer o lançamento do modelo, em agosto. Imediatamente tínhamos a ideia e o artefato desenvolvidos, entretanto faltava modelar o plano de negócios no significado de colocar a startup no mercado de uma forma mais concreta”, reconhece. Desde 2012, a ANEEL prontamente garante a circunstância de minigeração doméstica de energia - quer dizer, o freguês pode instalar menores geradores, tais como painéis solares ou microturbinas eólicas, em moradia ou em teu negócio.

© hansson 11 May 2020 02:23 am